Ir para o conteúdo principal

Conserte seus objetos

Direito de executar reparos

Peças e ferramentas

Reciclar não é a resposta, e sim o último recurso

Milhões de aparelhos atingem o fim de suas vidas a cada ano. Reciclá-los não é tão eficaz quanto você imagina.

20% lost

20% de perda

Perde-se entre 20% e 35% do material de um smartphone quando o telefone é triturado e derretido para reciclagem.

17 Rare Earths

17 terras-raras

Terras-raras críticas estão presentes em todos os seus dispositivos eletrônicos. 99% delas não podem ser recuperadas por meio de reciclagem.

1,150 Lightbulbs

1.150 lâmpadas

Seu smartphone consome energia suficiente durante a fabricação para alimentar 1.150 lâmpadas de 60 watts por uma hora — perde-se essa energia ao triturar o smartphone.

0 Smartphones

0 smartphones

Esse é o número de smartphones fabricados com materiais 100% reciclados. Não é possível fabricar um smartphone novo a partir de um smartphone velho.

Reciclar bens eletrônicos é um desperdício de energia.

Reciclar é melhor do que jogar coisas fora. Mas não é a solução — e não é tão "verde" quanto os fabricantes de bens eletrônicos querem que você acredite.

When you buy a smartphone or a tablet, it comes with something you can’t
       see or feel: embodied energy.

Quando você compra um smartphone ou tablet, ele vem com algo que você não pode ver ou sentir: energia embutida.

São necessárias (literalmente) toneladas de matérias-primas, centenas de horas-homem e enormes quantidades de energia para fabricar os bens eletrônicos que a maioria de nós usa. 85% do impacto nas emissões de um smartphone vem da produção. Os smartphones e os data centers são prejudiciais ao meio ambiente e serão responsáveis pela maior parte da pegada de carbono na indústria de tecnologia em 2040.

Quanta energia é consumida para se fazer um computador? Quase o suficiente para fazer aquela geladeira enorme que está na sua cozinha.

Nossos aparelhos eletrônicos podem ser inteligentes, mas também são sujos.

Aqui vai a lista de ingredientes que seus aparelhos contêm, mesmo antes deles serem comprados:

One microchip

Um microchip

pesando menos de 40 gramas ingere mais de 30 litros de água doce.

One desktop

Um computador desktop

usa até 30 vezes o seu peso em combustíveis fósseis.

One laptop

Um notebook

emite mais de 225 quilos de dióxido de carbono durante a fabricação.

Recycling doesn’t close the loop.

A reciclagem não fecha a conta.

Bens eletrônicos de consumo constam entre os produtos mais intrincados que podemos fabricar. O celular médio é composto de pelo menos 500 componentes— na sua maioria deles um intrincado coquetel composto de diversas matérias-primas.

Um smartphone típico é composto em cerca de 50% por metais, muitos deles presentes na forma de ligas.

Alguns metais, como terras-raras críticas, são muito difíceis ou muito caros para serem separados para a reciclagem. Apenas um pequeno punhado de metais pode ser recuperado através da fundição.

O que tem no seu celular?

Dos mais de 30 metais em seu celular, metade desses metais possui taxas de reciclagem funcional abaixo de 50%— o que significa que as propriedades que faziam o metal primeiramente interessante não podem ser mantidas e o metal não pode ser reutilizado.


What's in your cell phone?
There’s a better way...

Existe uma maneira melhor...

A melhor forma que temos de reduzir o impacto ambiental de nossos bens eletrônicos é conservá-los o máximo tempo possível.

O reparo é a linha de frente na defesa contra o desperdício. Ele prolonga a vida útil de aparelhos eletrônicos: os usuários podem substituir componentes quebrados, instalar uma bateria melhor ou aumentar o RAM sempre que quiserem. Isso significa um menor volume de aparelhos nos aterros e no triturador de reciclagem.

Melhor ainda, quando se repara aparelhos, eles conservam toda a energia e todas as matérias-primas consumidas na fabricação. Nada é desperdiçado. Nada se perde.

Reparar é melhor que reciclar.

E não somos os únicos que pensam assim. Os principais laboratórios de ideias, como a Fundação Ellen MacArthur, dizem que a melhor maneira de apoiar a economia e o meio ambiente é através de uma economia circular, onde os recursos são concebidos para uma reuso generalizado.


The circular economy: How repair is better.

Reduza, reuse, conserte e, então, recicle.

É melhor para o planeta, o bolso e o resultado final.

Saiba mais

As normas ecológicas precisam dos reparos — Como os fabricantes estão combatendo as iniciativas ambientais.

Reúso de celulares versus reciclagem (dica: o reúso é melhor).

A pegada monstruosa da tecnologia digital.

Por que o direito à reparação é necessário para o futuro da reciclagem.

Tome uma atitude

Se você não for usar mais o seu dispositivo, passe ele para um membro da família ou amigo que precise dele.

Em vez de reciclar, venda seus aparelhos pelo Craigslist ou Swappa. Ou venda seu telefone usado para a galera, no Backmarket.

Incentive sua empresa a doar equipamentos velhos a escolas e programas de reutilização. Conceda a eles uma segunda vida.